LABORATÓRIO DE FOGO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA (FIRELAB-UC)

Coimbra, Portugal
ENG / PT
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra
Laboratório de Fogo da Universidade de Coimbra

LABORATÓRIO DE FOGO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA (FIRELAB-UC)
Coimbra, Portugal



LOCAL
O lote sita no plano urbano Pólo II da Universidade de Coimbra junto ao edifício IteCons num terreno de declive acentuado.


PROGRAMA
O projecto para um Laboratório de Fogo tem como base uma implantação e programa base pré-definidos, fornecidos pelo cliente. A implantação é definida por dois corpos com conteúdos programáticos diferentes: uma nave de ensaios na cota baixa do terreno onde se irão realizar os ensaios numa sala única e uma nave administrativa com acesso a uma cota superior, onde se instalam todas as salas de formação, trabalho, laboratórios entre outras e, por onde se faz a entrada principal ao conjunto.


PROPOSTA
Optou-se por assumir as diferenças entre estes dois corpos, não apenas ao nível programático já referido, como ao nível da materialidade e presença no exterior: a nave de ensaios é de cariz mais industrial revestido a chapa metálica ondulada com as suas fachadas maioritariamente cegas enquanto que a nave administrativa é de cariz mais institucional, caracterizada pelas suas fachadas rebocadas/pintadas e vãos horizontais e respectivas palas de ensombramento a sul. Comum a estes dois, um soco em betão aparente resolve a implantação dos corpos nos seus diferentes desníveis. O interior da nave de ensaios é caracterizado por esta leitura do soco, pilares e vigas em betão aparentes e revestimentos a chapa metálica galvanizada. O interior da nave administrativa é caracterizado por um amplo átrio, iluminado por uma claraboia, com uma escada que liga os três pisos: piso dos laboratórios (piso 0) que dá acesso à nave de ensaios, piso dos serviços internos (piso 1) por onde se faz a entrada principal ao edifício e piso de formação (piso 2) que dá acesso a um terraço.



ARQUITECTURA
atelier Jordana Tomé Vitor Quaresma
(em co-autoria com Joaquim Duque Duarte)

COLABORADORES
José Tavares , Filipe Gomes Oliveira , Inês Oliveira

CLIENTE
Universidade de Coimbra

ESPECIALIDADES
EST Eng.º Celestino Quaresma Eng.º Vitor Quaresma
AVAC TERM Certigy, Lda
ELEC ITED Polos Opostos - Unipessoal, Lda.
GAS Eng.º Jorge Ramos
SCIE Eng.º Bruno Quaresma
ARQP Haha Arquitectura Paisagista

ÁREA DE CONSTRUÇÃO
2.015 m2
ESPAÇOS EXTERIORES
1.600 m2
DATA PROJECTO
2013 - 2016